O tamanho realmente importa no Jiu Jitsu e na autodefesa?

Mikey Musumeci vs Seif-Eddine Houmine - 2020 European Jiu-Jitsu IBJJF Championship

O bom do Jiu-Jitsu é que pode ser adaptado a qualquer tipo de corpo, e cada um tem suas vantagens. Por exemplo, você provavelmente já ouviu ou fez comentários como: “Esse cara tem pernas compridas, assim que aprender o triângulo, ele será ótimo” ou “Com sua flexibilidade, imagine como será difícil passar a guarda dele, ” e assim por diante.

Mas e as pessoas menores, franzinas?

Se você é uma pessoa de tamanho médio ou maior, sua primeira impressão pode ser – “Hmmm … há um rapaz pequeno, deixe-me aquecer com ele” ou “Tudo bem! Há um rapaz pequeno no tatame, deixe-me experimentar minhas novas técnicas nele! ”

Às vezes você pode até ficar arrogante.

“O professor me colocou contra esse baixinho? Não vou deixar ele me vencer de jeito nenhum. Vou esmagá-lo!”

Estes são apenas exemplos. Talvez você nunca tenha dito algo assim ou, pelo menos, não com essas palavras. No entanto, a verdade é que gente pequena, como eu, passa por momentos difíceis no tatame. Especialmente quando começamos o treinamento.

Muitas pessoas desistem por causa da pressão mental. Outros acumulam lesões durante treinos que os fazem desistir muito cedo em suas jornadas de jiu-jitsu. Sem nenhuma maneira de “superar os músculos” de seus parceiros de treinamento, eles devem confiar apenas na técnica.

É também por isso que a maioria dos atletas pequenos lutam por baixo. Eles se desenvolvem por necessidade. Durante o treinamento, oponentes maiores o forçam a chamar de guarda e eles precisam aprender a sobreviver a partir daí (lógico, isso é relativo mas na maioria das vezes é assim que acontece).

Frequentemente nos perguntam como fazer para lidar com oponentes maiores. Na verdade, não é fácil responder sem estudar cada caso. Mas, em geral, você se dá a melhor chance de vencer alguém maior e mais forte se puder ficar atrás dele e pegar as costas.

Se você notar, depois de montar as costas, mesmo que seja muito menor, não fará muita diferença. Conforme você melhora, oponentes maiores não serão capazes de confiar na força para escapar de sua posição dominante.

Tente montar o mesmo cara, e as chances são de que ele simplesmente tente uma “upa” para sair e sem dúvidas conseguirá devido sua forma e estatura.

Pense bem, se um cara menor pode derrotar oponentes maiores com pura técnica, há razões e lições para aprender com eles. Conforme você envelhece e não pode mais contar com sua força, essas técnicas e a forma como as aplicam vão mantê-lo seguro nas ruas e ainda se divertindo nos tatames.



 

Sobre o autor: Lucas Oliveira
A arte suave pra mim é como poesia, alivia a alma, irradia como a luz do dia, renova as forças e faz do chão o começo de uma VITÓRIA!
%d blogueiros gostam disto: